Futebol Rádio Portalegre Desporto

Futebol:Àrbitro acaba jogo aos 75 minutos alegando falta de condições de segurança

O árbitro do jogo Mosteirense-Eléctrico, deste domingo, a contar para a terceira jornada da Taça Comendador António Costa, deu a partida por terminada quando ainda faltavam jogar 15 minutos do tempo regulamentar, alegando falta de condições de segurança.

Tudo aconteceu na sequência de uma expulsão de um jogador e da marcação de uma grande penalidade contra a equipa da casa, que o Eléctrico converteu, empatando o jogo 2-2.

De acordo com o que a Rádio Portalegre apurou a reação dos adeptos do Mosteirense não foi a melhor e o árbitro deu por terminado o jogo por considerar que não estavam reunidas condições de segurança.

Ouvido por esta estação emissora, o treinador do Eléctrico, Emanuel Baleizão, disse que vai aguardar serenamente a decisão do Conselho de Disciplina da Associação de Futebol de Portalegre (AFP), lembrando que em casos semelhantes tem sido atribuída derrota por 3-0 à equipa da casa.

A Rádio Portalegre tentou, sem sucesso, falar com o treinador do Mosteirense, Luís Miguel Macedo.

Noutro jogo a contar para a terceira ronda da Taça Comendador António Costa, os Gavionenses receberam e venceram o Gafetense por 2-1.

Em declarações à Rádio Portalegre, o treinador do conjunto de Gavião, António Carrilho, disse que este encontro valeu pela atitude dos seus jogadores.

Do outro lado, o treinador do Gafetense, Vítor Nozes, considerou que a vitória dos Gavionenses acaba por se ajustar ao que se passou dentro de campo.

Ainda a contar para esta jornada, o Sport Clube Estrela goleou 7-0 na deslocação à Hispanolusa.