foto1.pngfoto3.jpgfoto4.pngfoto6.jpg

 

Autárquicas 2021 - Esta quarta feira a partir das 12:00 Portalegre em debate na Rádio Portalegre

Alentejo continua a ser a região do país com mais suicídios. Assinala-se esta sexta feira o Dia Mundial da Prevenção do Suicídio

Pode ser uma imagem de texto

(Por Carla Aguiã) - O Alentejo regista o dobro da incidência de suicídios em relação ao resto do país. Segundo os dados divulgados pelo psiquiatra, Afonso Homem de Matos, são os mais idosos, residentes em zonas rurais que mais cometem suicídio.

 

O psiquiatra, do hospital de Portalegre, explica que o suicídio é um fenómeno com diversas causas, mas sobretudo sublinha que é uma causa de morte que se pode prevenir.

No âmbito do Dia Mundial da Prevenção do Suicídio, que se assinala esta sexta feira, dia 10 de setembro, Afonso de Matos salienta que “uma das coisas mais importantes a serem abordadas quando se fala de suicídio é o papel que cada um de nós pode ter na sua prevenção”.

Segundo o médico, os pedidos de ajuda devem ser sempre ouvidos e há que estar atento a sinais de alarme, tais como um maior isolamento, falta de esperança no futuro ou o achar que se é um fardo para os outros.

O psiquiatra diz ainda que “a crença popular de que alguém que fala de suicídio não irá fazê-lo está errada”, realçando a importância de encorajar a procura de ajuda profissional.

Afonso de Matos revelou ainda que o suicídio está no grupo das vinte maiores causas de morte a nível mundial, sendo que em Portugal o suicídio causa cerca de três mortes por dia, com uma incidência de 10 mortes por cada 100 mil habitantes, que quase duplica na região do Alentejo.

No âmbito do mês da prevenção do suicídio a Unidade Local de Saúde do Norte Alentejano (ULSNA) e a Realmente, a Associação de Profissionais de Saúde Mental de Portalegre, vão organizar várias sessões de capacitação relacionadas com esta temática, a primeira no próximo dia 17 no auditório do Centro de Saúde de Portalegre.