foto1.pngfoto3.jpgfoto4.pngfoto6.jpg

 

RÁDIO PORTALEGRE 09/11/1989 - 09/11/2021

32 ANOS AO SERVIÇO DA REGIÃO

OBRIGADA PELA PREFERÊNCIA

Lacerda Sales afirma que uma terceira dose da vacina contra a covid-19 e contra a gripe são cruciais para evitar "dar um passo atrás"

Pode ser uma imagem de 1 pessoa e texto que diz "AO 9 GRIPE RE PO"

(Por Gabriel Nunes) - O secretário de Estado da Saúde, António Lacerda Sales, alertou hoje que a pandemia ainda não acabou, defendendo que a terceira dose da vacina contra a coivid-19, assim como a vacina contra a gripe são cruciais para evitar "dar um passo atrás".

 

Larcerda Sales, que falava numa conferência de imprensa sobre a campanha de vacinação de reforço da covid-19 e gripe sazonal, referiu ainda que embora a vacinação contra a covid-19 tenha "sido um sucesso", o objetivo continua a ser "proteger as pessoas" e "proteger o nosso país"

O governante anunciou que a modalidade “Casa Aberta” vai funcionar este fim de semana em todo o país, com o objetivo de poderem ser vacinados os maiores de 80 anos que ainda não estejam imunizados.

No Alto Alentejo a “Casa Aberta” funcionará este sábado nos concelhos de Portalegre, Elvas e Ponte de Sor das 09:00 às 17:00 nos respetivos centros de vacinação, enquanto em Alter do Chão, Avis, Campo Maior, Castelo de Vide, Nisa e Sousel, o horário de funcionamento será das 09:00 às 13:00.

A população residente nos concelhos de Arronches, Crato, Fronteira, Gavião, Monforte e Marvão, poderá deslocar-se a qualquer um dos concelhos onde haverá vacinação sem necessidade de marcação prévia.  

A “Casa Aberta” encontra-se disponível para a vacinação contra a covid-19 ou contra a gripe de utentes com idade igual ou superior a 80 anos.

São elegíveis para a dose de reforço no regime de “Casa Aberta” os utentes que não tiveram covid-19 e já completaram o esquema vacinal há pelo menos 180 dias. 

A partir de segunda feira vai começar o processo de vacinação com a terceira dose da vacina contra a covid-19 dos profissionais de saúde e na semana de 22 a 27 dos profissionais do setor social e dos bombeiros que transportam doentes.