foto1.pngfoto3.jpgfoto4.pngfoto6.jpg

 

RÁDIO PORTALEGRE 09/11/1989 - 09/11/2021

32 ANOS AO SERVIÇO DA REGIÃO

OBRIGADA PELA PREFERÊNCIA

Portalegre: Centro Social Paroquial de S. Tiago de Urra investe 7 milhões no bem estar dos idosos

Pode ser uma imagem de 8 pessoas e ao ar livre

(Por Carla Aguiã) - O Centro Social Paroquial de S. Tiago de Urra, no concelho de Portalegre, está a ampliar as instalações, num investimento a rondar os 7 milhões de euros, o maior do género realizado no Alentejo.

 

Na cerimónia de lançamento da primeira pedra da empreitada, o presidente da direção do Centro Social Paroquial, padre Marcelino Marques, referiu que obra vai disponibilizar mais 94 camas, na Estrutura Residencial para Pessoas Idosas (ERPI), bem como na nova unidade de Cuidados Continuados.

O dirigente destacou ainda a criação de cerca de 60 novos postos de trabalho.

Marcelino Marques explicou que a obra, que arrancou em maio deste ano e deverá estar concluída no final de 2022, vai contribuir para melhores respostas junto da populações, fixar pessoas e “dar um empurrão no combate à pobreza”.

A cerimónia, que decorreu esta segunda feira, com uma visita à obra em curso, contou com a presença de várias entidades, nomeadamente o Comendador Rui Nabeiro, o patrão da Delta Cafés.

Na sua intervenção Rui Nabeiro destacou a importância desta obra para a região e elogiou a capacidade de “criação” do padre Marcelino, um homem que vive e trabalha para comunidade.

O secretário de Estado do Planeamento, Ricardo Pinheiro, considerou “absolutamente necessário” que o apoio a uma geração que deu tanto por um país e por uma região, esteja enquadrado nestes equipamento.

No entanto, para Ricardo Pinheiro o maior desafio desta obra é conseguir “ganhar escala, posicionamento e visão do trabalho da área social em conjunto com a saúde”.

Para o presidente da CCDR Alentejo, Ceia da Silva, a criação destes espaços “é essencial” uma vez que a pirâmide ainda está invertida e é necessário cuidar dos idosos com dignidade.

Face à importância destes investimentos, Ceia da Silva deixou a garantia de que “será algo sempre apoiado pelos fundos estruturais”.

Também a presidente da Câmara de Portalegre, Fermelinda Carvalho, salientou a importância da obra para o distrito e para o país, comprometendo-se a tudo fazer para ajudar o Centro Social e Paroquial na sua concretização.

Por parte da saúde, o presidente do Concelho de Administração da Unidade Local de Saúde do Norte Alentejano, Joaquim Araújo, disse tratar-se de “uma obra importantíssima” e que vai “aliviar” a prestação destes cuidados a nível hospitalar no distrito de Portalegre.

Já a diretora do Centro Distrital da Segurança Social de Portalegre, Sandra Cardoso, começou por felicitar a instituição, pelo “espírito de missão que tem demonstrado” considerando “absolutamente fundamental” a aposta no reforço da rede de cuidados continuados”.

O lançamento, simbólico, da primeira pedra da empreitada de ampliação do Centro Social Paroquial de S.Tiago de Urra para uma Unidade de Cuidados Continuados, decorreu esta segunda feira em Tapada das Freiras, freguesia de Urra, concelho de Portalegre.