foto1.pngfoto3.jpgfoto4.pngfoto6.jpg

 Rádio Portalegre A Mais Ouvida do Alentejo - 32 Anos ao Serviço da Região

Campo Maior.ministro saúde contesta críticas do bastonário dos médicos sobre a elaboração do Código de Ètica argumentando que o documento "está aberto a sugestões"

O Ministro da Saúde, Paulo Macedo contestou esta sexta feira em Campo Maior, as críticas do bastonário da Ordem dos Médicos sobre a elaboração do Código de Ética para a Saúde, afirmando que não há “qualquer tipo de censura” na elaboração do documento.

Paulo Macedo disse mesmo que se trata de um documento que está “aberto a sugestões”.

Recorde-se que o bastonário da Ordem dos Médicos (OM), José Manuel Silva, afirmou na terça-feira que as “intenções sem ética” contidas na elaboração do código pretendem impedir os profissionais de denunciarem “as insuficiências” do Serviço Nacional de Saúde e que, por isso, devem “gerar uma revolta a nível nacional”.

O ministro da Saúde Paulo Macedo, falava hoje aos jornalistas no Centro de Ciência do Café, em Campo Maior, após a inauguração do simpósio sobre “Café, Saúde e Sociedade”.

Uma iniciativa que se prolonga até este sábado, organizada pelo Centro de Ciência do Café (CCC), com o apoio do Grupo Nabeiro Delta Cafés.

Para o patrão da Delta, Rui Nabeiro, o Simpósio, que é a primeira grande iniciativa do Centro, pretende “informar e aconselhar o público sobre os benefícios e as mais-valias do café”.

Para a manhã de sábado anunciam-se dois painéis para apresentações e debate: “Efeitos do Consumo do Café” e “O Café na Sociedade”.

No lote de oradores estão, entre outros, os professores universitários Ana Miranda e Daniel Caldeira, e os médicos Vaz Carneiro e Armando Massalana.

Em destaque estará igualmente o projeto “Café Memória”, dedicado à prevenção e combate à doença de Alzheimer.

O programa do evento culmina com um almoço na Herdade das Argamassas, seguido de visita à Adega Mayor.

Susana Mourato