foto1.pngfoto3.jpgfoto4.pngfoto6.jpg

 

Autárquicas 2021 - Esta quarta feira a partir das 12:00 Portalegre em debate na Rádio Portalegre

Agricultura: Convergência de apoios diretos vai traduzir-se em ganhos efetivos no Alentejo

O presidente da Associação de Agricultores do distrito de Portalegre considera que os agricultores alentejanos vão ter “ganhos efetivos” com a convergência interna dos apoios diretos.

Os agricultores portugueses vão poder contar com um aumento de 5% dos apoios directos até 2020. Até agora, a Política Agrícola Comum (PAC) dava um apoio médio de 188 euros por hectare aos agricultores nacionais, mas esse montante vai aumentar porque, a partir de 2016.

 A União Europeia (EU) vai iniciar um processo de convergência destes apoios directos, não só entre os vários Estados-membro como dentro do próprio país segundo disse, ao Diário Económico, o secretário de Estado da Agricultura, José Diogo Albuquerque. Assim, em 2020, o aumento dos apoios directos será de 7%, garante.

À RP, António Bonito explicou que “a convergência interna deve ser feita até 2016/2017 e vai traduzir-se em ganhos efetivos no Alentejo” onde o valor pago por hectare é inferior à média nacional.

Quanto à convergência entre os Estados- membro, o mesmo responsável afirma que “os agricultores portugueses vão continuar a receber menos e manter a distância em relação à média da UE”.

António Bonito diz que há “incoerência e incorreção” na distribuição dos apoios dos fundos comunitários e defende mais igualdade nos valores pagos aos agricultores da UE.

Carla Aguiã