foto1.pngfoto3.jpgfoto4.pngfoto6.jpg

 

 Rádio Portalegre A Mais Ouvida do Alentejo - 31 Anos ao Serviço da Região

Campo Maior:carros, geradores, frigorificos e fogões arrastados pelas águas para o leito do rio Xévora

Carros, geradores, frigoríficos e fogões foram arrastados pelas águas para o leito do rio Xévora, perto da localidade de Ouguela, em Campo Maior, onde um grupo de 150 pessoas, que se encontrava acampado, ficou isolado durante o fim de semana, devido às cheias provocadas pela chuva forte e descargas da barragem de Abrilongo.

Do grupo de romeiros, que participavam nas celebrações religiosas, que anualmente se realizam no santuário de Nossa Senhora da Enxara, por altura da Páscoa, as autoridades resgataram 60 pessoas durante a última madrugada.

As operações de resgate, que foram dadas como concluídas cerca das 02:00, foram efetuadas com veículos de todo-o-terreno, a partir do lado da localidade espanhola de Albuquerque, em virtude dos outros acessos estarem intransitáveis.

Em declarações à Rádio Portalegre, o comandante dos bombeiros de Campo Maior, Miguel Carvalho, referiu que o estado do piso das estradas agrícolas utilizadas para evacuar os romeiros dificultou as operações.

Miguel Carvalho explicou que havia muita água acumulada nas estradas, que se foram deteriorando com as sucessivas viagens dos veículos de todo-o-terreno para retirar as pessoas isoladas.

O mesmo responsável adiantou que do grupo das pessoas que ficaram isoladas, entre 50 a 60 optaram por permanecer no local e esperar que o caudal do rio Xévora baixe.

Estiveram envolvidos nas operações de resgate 34 operacionais das corporações de bombeiros de Campo Maior, Sousel, Nisa, Gavião e Alter do Chão, bem como elementos da GNR, auxiliados por 15 viaturas.

Gabriel Nunes