foto1.pngfoto3.jpgfoto4.pngfoto6.jpg

 Rádio Portalegre A Mais Ouvida do Alentejo - 31 Anos ao Serviço da Região

Fique Em Casa / Cumpra as Normas da DGS / Proteja-se Por Si e Pelos Outros

Autárquicas 2021:André Ventura diz que "Portalegre está no ADN do Chega"

Pode ser uma imagem de 2 pessoas, pessoas em pé, interiores e texto que diz "CHEGA CHEGA CHEGA CHEGA URGA CHEGA CHEGA CHEGA CHEGA CHEGA HEGA CHEO CHEGA CHEGA CHEG CHEGA CHEGA CHEGA LEGA CHEGA CHEGA CHEGA CHEGA CHEGA"

(Por Gabriel Nunes/Carla Aguiã) - O presidente do Chega, André Ventura, acredita que o partido pode ser a terceira força política mais votada no distrito de Portalegre nas eleições autárquicas deste ano.

Em declarações à Rádio Portalegre, André Ventura, admitiu ser “difícil superar os resultados” do Chega em Portalegre nas últimas eleições presidências, distrito onde conseguiu a maior percentagem de votos, mas assumiu que vão “lutar por isso”.

 

O líder do Chega revelou ainda, que com base em recolhas de opinião, ter indicações de que o partido poderá ter “percentagens elevadíssimas” de votos nos concelhos de Monforte e de Elvas, nas autárquicas deste ano.

André Ventura falava terça feira em Portalegre durante uma sessão de apresentação dos cabeças de lista do Chega à presidência das câmaras municipais do distrito nas eleições autárquicas.

O Chega anunciou que vai concorrer a 12 das 15 câmaras municipais do distrito, sendo que para a Câmara de Portalegre, avança Luís Lupi, de 64 anos de idade, médico veterinário reformado.

Em Alter do Chão a cabeça de lista é a empresária Maria Romão Tavares, de 51 anos, enquanto em Arronches o candidato é o operador de produção, Ricardo Cordeiro, de 35 anos.

Bruno Borrega, de 44 anos, operador de produção foi o escolhido para concorrer à presidência da Câmara de Campo Maior, e em Elvas avança o empresário, José Lérias Trindade, de 63 anos.

Em Fronteira o cabeça de lista do Chega é o empresário José Madeira, de 60 anos; em Gavião, António Miranda, professor reformado, de 63 anos; em Marvão, o empresário, Hélder Pires, de 49 anos; em Monforte, o empresário agrícola, João Augusto Moura, de 36 anos; em Nisa, o gerente comercial, Amílcar Pires, de 63 anos; em Ponte de Sor, Ana Albuquerque, oficial de justiça, com 44 anos; e em Sousel, o militar reformado, Luís Madeira, de 70 anos.