foto1.pngfoto3.jpgfoto4.pngfoto6.jpg

 Rádio Portalegre A Mais Ouvida do Alentejo - 31 Anos ao Serviço da Região

Fique Em Casa / Cumpra as Normas da DGS / Proteja-se Por Si e Pelos Outros

Portalegre: Falta de acessos de emergência, portas e teto em eminência de colapsar “colocam comunidade escolar eme perigo” – Associação de Estudantes da ESSL

Pode ser uma imagem de ao ar livre

(Por Carla Aguiã) - A Associação de Estudantes da Escola Secundária de S. Lourenço (ESSL), em Portalegre, denunciou hoje que “as condições físicas atuais daquela escola colocam, diariamente, a segurança da comunidade escolar em perigo”.

 

Numa nota enviada à Rádio Portalegre lê-se que há “bolor, humidade, baldes e panos por toda a instituição, num dos corredores mais movimentados do edifício tiveram de ser retirados dois pedaços de teto falso por se encontrarem na iminência de colapsar e catorze portas de emergência encontram-se atualmente fechadas a cadeado, por estarem em perigo iminente de cair caso sejam abertas”.

A associação de estudantes sublinha que “os locais de risco, aliados a uma falta de acessos de emergência completamente inimaginável, apenas podem dar resultados desastrosos”.

Na mesma nota explica-se que “apesar de ter sido renovada entre 2008 e 2009, ao longo destes doze anos, as intervenções de reparação, conservação e manutenção têm sido sucessivamente adiadas ou canceladas, levando a insistentes queixas por parte de toda a comunidade escolar”.

A rematar a associação de estudantes, que representa os 600 alunos da Escola Secundária de S. Lourenço, lamenta o incumprimento do contrato estabelecido entre a Parque Escolar e o Estado Português, bem como a ausência de resposta às reclamações e pedidos de intervenção da Direção da ESSL.