Torre

Monforte: Villa Romana de Torre de Palma com investimento de 300 mil euros do PRR

A Villa Romana de Torre de Palma, no concelho de Monforte, vai ser alvo de uma intervenção que prevê um investimento de 300 mil euros do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR).

À Rádio Portalegre o presidente da Câmara de Monforte, Gonçalo Lagem, começou por dizer que este sítio arqueológico, de interesse nacional, tem sido, “desvalorizado”.

Com um Centro Interpretativo, inaugurado há duas décadas, o investimento vai incidir essencialmente na manutenção e valorização do espaço, bem como na colocação de sinalética.

Gonçalo Lagem diz que 300 mil euros é uma verba “manifestamente insuficiente”, mas a autarquia vai tentar realizar as obras mais urgentes.

Este terça feira o Centro Interpretativo de Torre de Palma foi palco da assinatura de contratos para efetivar o financiamento, numa cerimónia presidida por Isabel Cordeiro, secretária de Estado da Cultura.

Segundo a governante a verba vai permitir a valorização de um sítio arqueológico “muito importante no contexto do país e da Península Ibérica”.

Isabel Cordeiro acrescenta que esta intervenção prova que “há uma visão para o património cultural, no seu conjunto, que coloca Monforte no mapa dos lugares a visitar”.