Image001

“No Namoro Não Há Guerra” PSP leva ações de sensibilização às escolas

Em 2023, a PSP recebeu 1.363 denúncias de violência no namoro, 916 reportam a relações de namoro em curso, enquanto 447 dizem respeito a situações de violência entre ex-namorados.

De acordo com os números, divulgados esta quarta feira, Dia dos Namorados, das vítimas identificadas, 78% é do sexo feminino (1.063). Destas, 55% encontra-se na faixa etária entre os 25 e os 44 anos, 28% tem menos de 25 anos e 17% tem mais de 45 anos.

Para assinalar esta data a PSP realiza uma operação nacional de sensibilização e informação à população escolar “No Namoro Não Há Guerra”, que decorre entre os dias 15 e 23 de fevereiro, reforçando o compromisso da prevenção da violência doméstica e, em particular, da violência no namoro.

Em comunicado, enviado à Rádio Portalegre, a PSP esclarece que a operação tem como principal objetivo promover ações de sensibilização direcionadas para os jovens do 3.º ciclo do ensino básico e do ensino secundário (faixa etária dos 13 aos 18 anos), através dos Polícias afetos ao Programa Escola Segura (PES), subordinadas à temática da violência doméstica e no namoro.

As ações de sensibilização alertam essencialmente para as várias vertentes da violência no namoro, que pode ser física, psicológica/emocional, social, sexual e económica. Injuriar, ameaçar, ofender, agredir, humilhar, perseguir ou devassar a intimidade são formas dessa violência.

Por último a PSP apela à denúncia da violência, quer seja no namoro ou em qualquer outro contexto.

As vítimas, testemunhas ou qualquer outra pessoa que tenha conhecimento da situação, devem apresentar queixa nas esquadras ou procurar ajuda junto das Equipas da Escola Segura (contexto escolar) ou das Equipas de Proteção e Apoio à Vítima.

O apoio pode também ser solicitado através dos endereços de correio eletrónico: escolasegura@psp.pt ou violenciadomestica@psp.pt.

PUBLICIDADE