Artigopago

[PATROCINADO] Quais foram os carros mais vendidos em 2023?

ARTIGO PATROCINADO

As vendas de automóveis em Portugal ao longo de 2023 refletem uma tendência de recuperação do mercado comparativamente a outros períodos homólogos, sendo que algumas marcas em específico marcaram as preferências dos consumidores portugueses.

Para além de lhe revelarmos quais as principais marcas de viaturas adquiridas no último ano, aproveitaremos este artigo para abordar uma das maneiras mais confortáveis de, precisamente, comprar um veículo, independentemente de ser novo, seminovo ou usado – um crédito automóvel.

Marcas de automóveis mais vendidas em Portugal em 2023

Segundo o relatório anual da ACAP – Associação Automóvel de Portugal, as marcas de automóveis mais vendidas em Portugal ao longo de 2023 foram:

  1. Peugeot

A marca francesa, tutelada pelo grupo franco-italo-americano Stellantis, que reúne um total de 14 fabricantes automóveis, é uma das mais antigas do mundo e ocupa o topo da tabela com 26.055 viaturas comercializadas, o que representa um aumento de 23,2% face ao ano anterior.

  1. Renault

A meio do pódio encontra-se a principal marca do grupo francês Renault, S.A., com 20.056 unidades vendidas, representando um incremento de 24,7% das vendas em relação a 2022.

  1. Mercedes-Benz

Em terceiro lugar, está a marca de automóveis de luxo do grupo alemão Mercedes-Benz, que vendeu 16.444 viaturas, o equivalente a uma variação de 14,7%.

  1. BMW

A multinacional alemã BMW AG conquistou o quarto lugar entre as preferências dos portugueses ao longo de 2023, tendo vendido 16.411 automóveis, o que sugere um empate técnico com a Mercedes-Benz, embora a variação seja de 35,4% face a 2022.

  1. Dacia

A meio da tabela está uma das seis marcas comercializadas pelo Grupo Renault, S.A., que vendeu em 2023 cerca de 15.000 viaturas matriculadas em território nacional, representando uma variação de 46% em relação ao período homólogo imediatamente anterior.

  1. Honda

A marca do grupo nipónico Honda Motor Co., Lda. vendeu em Portugal, entre janeiro e dezembro do ano passado, 14.491 viaturas, encontrando-se no encalço da Dacia, embora o aumento relativamente a 2022 seja de 20,3%.

  1. Citroën

Em sétimo lugar, encontra-se uma outra marca francesa do Grupo Stellantis; em 2023, a Citroën vendeu em Portugal 13.294 unidades, com uma variação relativamente reduzida face a 2022, totalizando apenas 9,8%.

  1. Volkswagen

A Volkswagen é a principal marca do grupo alemão homónimo, que inclui outros nove fabricantes automóveis; de janeiro a dezembro de 2023, foram vendidas 12.882 unidades, representando uma variação de 32% em relação a 2022.

  1. Toyota

A Toyota Motor Corporation, de origem japonesa, é a maior fabricante de automóveis em todo o mundo, chegando a produzir cerca de 10 milhões de unidades num único ano; em Portugal, contudo, foram vendidas apenas 12.794 unidades ao longo de 2023 – um aumento de 13,5% face a 2022.

  1. Opel

Para terminar este top 10, contamos com a terceira marca mais antiga do mundo, de origem alemã e subsidiária do Grupo Stellantis, que vendeu em Portugal 10.349 unidades, representando uma variação de 22,6% em relação ao período homólogo anterior.

  • Menção honrosa

Apesar de não entrar no top 10, há que destacar o extraordinário progresso que a americana Tesla, de Elon Musk, registou em 2023, tendo vendido 9329 unidades em território nacional, o que constitui um aumento de 256,3% face a 2022.

Só em dezembro de 2023, foram vendidos 1183 veículos, o que corresponde a um aumento de 181% em relação ao mesmo período em 2022.

Análise de mercado e tendências dos consumidores

Em 2023, as funcionalidades tecnológicas mais avançadas assumiram um nível de importância crucial para os consumidores nacionais.

A procura por veículos que proporcionassem experiências inteiramente digitais como melhor conectividade à rede, centrais de entretenimento, assistentes virtuais e integração de smartphones esteve em alta.

Destaca-se, uma vez mais, a popularidade da Tesla no que a esta tendência diz respeito, aumentando cada vez mais a conveniência de se ser proprietário de um veículo elétrico.

Como escolher o crédito automóvel mais indicado

Para muitos consumidores, a aquisição de um novo veículo é facilitada através da concessão de um crédito automóvel; ora, este género de crédito oferece a possibilidade de comprar um carro com termos e condições de reembolso ajustados às suas necessidades individuais, permitindo-lhe, assim, uma maior margem de manobra financeira.

  • Fatores a ter em conta na escolha de um crédito automóvel
  • Taxas de juros e termos aplicáveis

É fundamental que estabeleça um termo de comparação entre as taxas de juros e os termos e condições oferecidos por várias entidades credoras.

  • Capacidade de reembolso

Atente no seu orçamento mensal para garantir que as prestações mensais a reembolsar não comprometem a sua situação financeira.

  • Prazo de reembolso

Pondere a duração prevista para o reembolso e confronte a mesma com as suas expectativas e necessidades financeiras futuras.

  • Documentação a apresentar

Ao solicitar um crédito automóvel, prepare-se para submeter documentos como uma cópia da sua identificação, um comprovativo de morada, um comprovativo de IBAN e os seus recibos de vencimento mais recentes (ou, em alternativa, a declaração de IRS do último ano fiscal).

Em caso de incumprimento do plano de prestações com vista ao reembolso, a pior das consequências será a apreensão do veículo.

Para concluir

O ano de 2023 representou uma recuperação significativa do mercado automóvel em Portugal, com marcas como Peugeot, Renault, Dacia, Volkswagen e outras a testemunharem um aumento do seu volume de receitas.

Se está a considerar adquirir um modelo fabricado pelas marcas mais vendidas no país, lembre-se de que um crédito automóvel é uma excelente forma de facilitar a compra, desde que o utilize em consciência e com responsabilidade.

PUBLICIDADE