Rastreio

Portalegre: Liga Portuguesa Contra o Cancro promove rastreio ao cancro da mama

As mulheres com idades entre os 50 e os 69 anos, residentes no concelho de Portalegre, estão a ser chamadas para um rastreio ao cancro da mama.

Em declarações à Rádio Portalegre a coordenadora do Grupo de Apoio de Portalegre (GAP), da Liga Portuguesa Contra o Cancro, Cristina Bruno, sublinha a importância deste rastreio para a deteção precoce de um dos cancros com “maior incidência e maior taxa de mortalidade”.

Em declarações à Rádio Portalegre a dirigente começou por atestar as vantagens deste rastreio, a começar pela gratuitidade, profissionalismo e resultado fidedigno.

Cristina Bruno acrescentou que o cancro da mama, quando detetado atempadamente tem uma “grande taxa de cura”.

O rastreio, promovido pela Liga Portuguesa Contra o Cancro, pode ser feito de 22 de fevereiro a 15 de abril, em Portalegre, numa unidade móvel, junto à sede do GAP.