400448641 1270855963707635 2774339006861644003 N

Portalegre:ESTG conta com cerca de mil alunos distribuídos por duas dezenas de cursos

O diretor da Escola Superior de Tecnologia e Gestão (ESTG) do Instituto Politécnico de Portalegre (IPP), Miguel Serafim, disse que o facto da escola ter matriculados cerca de mil estudantes no ano letivo 2023/24 “é encorajador e mostra a importância da ESTG e do Politécnico nesta região”.

Miguel Serafim, que falava, esta segunda feira, na cerimónia que assinalou 33 anos do início da atividade letiva da ESTG, salientou ainda que “o ponto central de uma qualquer instituição de ensino superior deve ser a sua oferta de formação, destacando que a escola tem duas dezenas de cursos, entre Cursos Técnicos Superiores Profissionais (5), Licenciaturas (7), Pós Graduações (3) e Mestrados (5).

Segundo o dirigente a aposta na oferta formativa vai manter-se com inovações no próximo ano letivo com um novo curso de Licenciatura em Engenharia Civil e a reestruturação do Curso de Engenharia de Produção de Biocombustíveis, com o objetivo de ser criada uma licenciatura em Engenharia Química e Biológica.

Miguel Serafim acrescentou que está também “em fase final de preparação” a proposta de criação de um dos primeiros cursos de doutoramento do IPP, na área do Hidrogénio e Gases Renováveis.

Na cerimónia o presidente do IPP, Luís Loures, reconheceu que a ESTG “é uma escola que é motivo de orgulho e de reconhecimento para todo o Politécnico”, no entanto deixou desafios à direção, que deve ser capaz de “aprofundar e reforçar o espírito de comunidade, fundamental para o sucesso coletivo”.

Em suma, Luís Loures defende uma instituição “ainda mais agregadora e mais eficaz a motivar”.

A comemoração dos 33 anos da ESTG, que decorreu no auditório Francisco Tomatas, contou ainda com uma conferência sobre “O papel do Ensino Superior no Desenvolvimento das Regiões de Baixa Densidade – Uma Perspetiva para o Futuro” e uma homenagem aos trabalhadores que completam 25 anos de ligação à escola.

PUBLICIDADE